Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
joaoviante4136647

Facebook Lucra Com Notícias Falsas, Golpes E Até Vírus

Como Uma Modesta Reunião De Empresários Em Davos Se tornou Um Megaencontro De Líderes Globais


Emoldurado pela montanha mágica do livro de Gerenciamento De Redes Sociais Em onze Dicas , Davos é mais do que um cartão-postal. O vilarejo no cantão dos Grisões, pela Suíça, abriga há 48 anos o Fórum Econômico Mundial (WEF, pela sigla em inglês), evento que ocorre todo janeiro e reúne os maiores líderes de governos e da iniciativa privada do universo.


Este vilarejo aos pés do Marketing Sem Segredo muito da tua fama ao fórum badalado. Mas o evento que colocou Davos no mapa global curiosamente teve origens modestas. Blogs De Venda Criam Sites E Vídeos Como Estratégia Pra Atrair 'geeks' na primeira vez em 1971 sob o retirado nome de Simpósio Europeu de Administração, o encontro era regressado pra executivos - e nem de distanciado remetia ao glamour que transmite hoje. WEF em teu web site. Foi no início desta década, em 1982, que o fórum desenvolveu o conceito que viraria tua marca assinada: o IGWEL (no inglês, Informal Gathering of World Leaders, ou encontro informal de líderes mundiais).



  • 7 informações como vender pelas mídias sociais

  • Neste momento o Instagram tem mais de 300 milhões de contas, sendo que 6,55% delas estão no Brasil

  • 650 horas por mês são dedicadas às mídias sociais

  • Usuários em queda

  • Usamos estratégias de Seo (otimização para sites de buscas) para gerar tráfego pra esse website

  • Foto de comida

  • treze Grupo AgriForte

  • 4# O imediatismo continua a sobressair: Instagram e Snapchat




A proposta era fácil, contudo inovadora: um encontro a portas fechadas, sem registros nem sequer compromisso nem comunicados e sob voto de sigilo, onde os agentes do poder poderiam debater livremente ideias e cenários os mais estapafúrdios. Cedric Dupont, professor de Relações Internacionais no Instituto de Graduação de Genebra. O que diversos membros elogiam, e que efetivamente veio a se tornar o diferencial do evento, foi o ar de descontração. Diferenciado dos eventos em que presidentes, primeiros-ministros e empresários se descobrem só pra proferir discursos - como nas cúpulas do G-20, ou pela Assembleia Geral da ONU - em Davos não existe a seriedade coreografada da diplomacia de protocolo.


Entre debates e sessões, pessoas igualmente influentes, porém oriundas de áreas distintas, convivem amistosamente, construindo contatos preciosos. É o famoso networking, no jargão em inglês. Ugo Panizza, professor catedrático de Finanças e Desenvolvimento em Genebra. A inteligência de conceder essas interações próximas nos mais altos escalões do poder mundial rendeu ao Fórum a pecha de "clubinho" dos ricos capitalistas.


Diversas empresas famosos prontamente expressaram contraposição ao evento, inclusive com a fabricação de um encontro antagonista, o Fórum Social Mundial, que nas edições iniciais foi sediado em Porto Sorridente. Ao longo dos anos, contudo, o Fórum de Davos tem tentado se desfazer dessa imagem negativa, associada a uma elite fria e indiferente.


O lema da edição atual reflete, em fração, essa pesquisa na solidariedade: "Desenvolvendo um futuro compartilhado em um universo fraturado". Um dos pontos que estará em debate é se apenas dinheiro resume prosperidade. Será questionado, tendo como exemplo, se o indicador econômico do Item Interno Bruto (PIB) traduz a verdadeira fortuna de uma nação.


Alternativamente, será exibido o conceito de Índice de Desenvolvimento Inclusivo (IDI, sigla em inglês pra Inclusive Development Index). De acordo com essa aferição, os Estados unidos e a China estão retirado do primeiro recinto - nela, Noruega, Islândia e Luxemburgo são os verdadeiros líderes mundiais. A crescente presença nas redes sociais é uma das maneiras na qual o Fórum tem tentado elaborar algumas pontes com partes da comunidade global que não eram atingidas pela mensagem da organização.


Tags: leia isso

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl